Páginas

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Olá Pai, novamente.


No outro dia estava a conversar com uma amiga, que também perdeu o pai. Quando lhe perguntei há quanto tempo tinha perdido o dela, bateu me com força o facto de eu não te ter há 9 anos....

Sabes, ninguém deveria ficar sem pai aos 25 anos...
Eu sei que deves estar zangado comigo,  porque não te visito tanto quanto deveria.
Mas nem eu sei a razão, na verdade... Acho que após estes anos, ainda não me acredito que te foste. Acho que qualquer dia, o meu telefone ainda vai tocar e eu vou ouvir a tua voz... Mas sabes o que me dói mais? Quase não me lembro dela.... E eu tenho tentado tanto me lembrar... Lembro me da tua cara, do teu cabelo, até das tuas mãos... Mas quase não me lembro de como me soavas... Isso significa que te esteja a perder? Não quero, Pai.

Vendi o bolinhas... Custou-me tanto ter de vender a ultima coisa que me fazia lembrar de ti. Mas troquei por algo melhor. Havias de vê-lo, pai. É tão bonito. Tu sabes que eu sempre gostei destas coisas de maria-rapaz. E carros sempre foram a minha terceira paixão depois dos animais.

O próximo ano vai começar cheio de incertezas... Não sei se vou ficar desempregada. O B tem tentado me manter animada, mas eu sei que ele vê a incerteza no meu olhar. Mas eu tenho tentado. Tentado me manter positiva, afinal, quem sabe, será uma nova porta que se irá abrir para mim. Outras oportunidades podem surgir...
Só o tempo o dirá.

Ainda não consegui dar-te um netinho, Deus está a fazer as coisas difíceis :) Mas se Ele quiser, ele virá. E se Ele quiser também, espero que tenha a cor dos teus olhos.

Só espero viver uma vida em que tu, onde quer que estejas, possas ter orgulho em mim. Não sou rica, não fiz nada grandioso mas, no entanto, espero que estejas feliz, por eu ser feliz, não durante todo o dia, mas todos os dias.

Adoro-te e tenho muitas saudades tuas.
Onde quer que estejas...
Um beijinho e um abraço muito apertado.
Andreia.





quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Bad Hair Day


Nota para mim mesma:
Quando fores cortar o cabelo, fofa, não o entregues a alguém que não conheces o trabalho, sim?
Podes acabar com um franja ridícula, igual à que tens agora....

Cheers :)
Andy





segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Música de hoje :)


Eu quero passar contigo de braço dado e a rua toda de olho arregalado a perguntar como é que consegui.
Eu puxo da humildade da minha pessoa, digo da forma que menos magoa: "foi fácil, ele é que pediu".
- António Zambujo.

Cheers :)
Andy

sábado, 12 de dezembro de 2015

Música de hoje :)



"If i got locked away, and we lost it all today, tell me honestly, would you still love me the same?
If i showed you my flaws, if i couldn't be strong, tell me honestly, would you still love me the same?"

Cheers :)
Andy

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Música de hoje :)


Porque em português também se fazem melodias maravilhosas.

É nosso. É bom.

Cheers :)
Andy

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Música de hoje :)


"The feeling of your skin locked in my head..."

Cheers :)
Andy

Quote #3


"Palavras gentis podem ser curtas e fáceis de falar, mas seus ecos são verdadeiramente infinitos."
Madre Teresa de Calcutá

Bom dia!

Cheers :)
Andy

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

I Have a Dream.


Porque continuamos a perseguir um sonho?

Porque mesmo que a estrada seja difícil até lá chegar, algo nos motiva, nos puxa?
Que vontade é esta que nos move?

Quando à nossa frente a tempestade se adensa, nos acerta com ventos, chuva e trovoada, mas que no fim viramos-nos para trás e dizemos: "é só isso que tens, sua filha da p***? Vais ter de fazer melhor que isso!"
Não desistam, lutem, qualquer que seja o vosso sonho.

"Não devemos permitir que alguém saia da nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz."
Madre Teresa se Calcutá.

Música de hoje :)


Quando precisarem de paz, é a música ideal.
Coloquem os phones e desliguem-se do mundo.
Ele não precisa de saber que vocês estão aí. Não agora.

Cheers :)
Andy

Quote #2


"Por vezes sentimos que aquilo que fazemos não é senão uma gota de água no mar. Mas o mar seria menor se lhe faltasse uma gota."
Madre Teresa de Calcutá

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Gaming | Assassin's Creed - Black Flag

Quando este jogo me chegou a casa, confesso que torci o nariz.
Assassin's Creed versão piratas.
Mas quando meti o jogo na Ps4, confesso que me diverti bastante nesta nova versão. Até ter de andar "á pancada" com outros barcos.
Atrapalhei me de tal maneira que coloquei o jogo de lado.
Só dias mais tarde é que voltei a ver o logo do Black Flag na minha tv.
E depois de lhe ter apanhado o jeito, confesso que foi das partes que mais gostei. Navegar pelo mar das Caraíbas, ao som das cantigas da minha tripulação.
Achei extraordinário toda a a dinâmica do jogo, independentemente do jogador, sendo que podia estar numa pequena ilha à procura de um baú e lá ao longe conseguia ver uma batalha entre enormes barcos de guerra espanhóis e ingleses. Ouvir os canhões e os morteiros a ribombar.
Confesso que passava largos minutos apenas a observar.

Deu-me um gozo enorme jogar este jogo, com  longas horas de entretenimento na companhia de Edward Kenway no ano de 1715. Um homem que partiu de sua terra natal apenas com um desejo: tornar-se rico.
Juntou-se como corsário num navio e após o seu naufrágio, o destino colocou-o no caminho dos Templários. Passei por Havana, Nassau, ruínas Maias e selvas perigosas, fiz alianças com personagens tão notáveis como o temível Barba Negra, enfrentei tempestades com ondas gigantes, capturei baleias e enormes tubarões brancos. O resto? O resto é para ser experienciado.

Os gráficos estão muito bem conseguidos, as paisagens lindas e as praias de areia branca e mar turquesa trazem saudades das férias.
Como em quase todos os jogos da mesma franquia, por vezes as missões secundárias tornam-se bastante repetitivas e apanhar todos os objectos, baús e fragmentos do Animus podem-se, por vezes, tornar entediantes.

Deixo-vos então algumas capturas de ecrã.
















A minha versão era da PS4. Por isso se o virem numa prateleira numa qualquer loja, ou na PlayStation Network sugiro que o adquiram.

♪"what will they do with the drunken sailor... what will they do..."♪♪♪

Cheers :)
Andy

Música de hoje :)


Sabem quando amam tanto alguém que até dói?
Quando não consegues guardar tudo o que sentes dentro de ti?
Quando falas nele, os teus olhos sorriem?
Quando o seu abraço é o teu melhor remédio, o melhor porto seguro e o teu lugar favorito?
That's true love.

Cheers :)
Andy

Quote #1


"Não devemos permitir que alguém saia da nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz."
Madre Teresa se Calcutá.


Um grande abraço desde minha casa para a vossa!Bom dia!


Cheers :)

Andy

domingo, 6 de dezembro de 2015

Música de hoje :)


É por ti que me levanto todos os dias. Que ao acordar e olhar para o lado, te encontro a dormir pacificamente. Dou-te a mão e aconchego-me no teu peito, até te ouvir resmungar com o calor.
Quando me abraças porque os pesadelos te atormentam e te tiram a paz de um sonho bom. Saber que sou a tua cavaleira em armadura prateada reluzente montada num corcel preto para matar o dragão que te aprisiona.
Mesmo quando a armadura já estiver riscada e amolgada, eu levantarei-me para te defender.
Sempre. Para sempre.
My very own personal Sun.

Cheers :)
Andy

Olá!


Nunca estive tão longe do meu querido blog... A vida não me deu grande espaço para tal nestes últimos meses... Tenho andado perdida na página do Facebook e no Instagram. Caso ainda não o tenham feito, agradeço desde já o Like. :)

Sabem, no meu caso, a vida dá me menos criatividade quando não tenho preocupações, quando o meu coração está sossegado e sem sobressaltos...
Raios, alguns dos meus melhores textos, foram escritos de coração partido, por incrível que pareça, e acreditem que ainda foram algumas vezes.

Mas também que seria da vida sem algumas cicatrizes, não é?
Vou tentar mais presente. Não deixar o meu "filho" tão sozinho...

Cheers  :)
Andy

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Queres ser um Shakespeare?

Wooohooo Voltei... Ou talvez não.
Ok pessoal, admito, ando fugida. As férias, ou a falta delas, já pesa. Raios, parece que fui atropelada por um comboio canadiano.. E porquê canadiano, perguntam vocês?


Pronto, agora que já esclarecemos a dúvida, vamos ao que importa.

Lembram-se de há uns tempos na página do blog, ter dito que eu e o B. andávamos a tramar coisas diabólicas? Pois bem, não tem nada a ver com isto que vos trago hoje.

Vou lançar aqui um desafio aos seguidores, leitores, ou apenas gatos pingados que por aqui e pela página se passeiam.

Quero publicar textos aqui no blog, da vossa autoria com os devidos créditos, obviamente.
Textos sobre temas á vossa escolhida, pode ser um conto, um review de um produto, de um filme, de um videojogo, pode ser uma introspecção, o que quiserem. Só tem um senão... Tem de ser original vosso. Nada de plágios!
E o melhor será publicado.
Podem também mandar uma imagem para acompanhar. Surpreendam me!

Não, não estou numa de Maria Capaz... Mas apenas estou apenas a dar uma oportunidade a quem escreve mas que não lhe apetece ter um blog, ou tem um blog e o texto nada tem a ver com o contexto do mesmo.
Por isso, mandem os vosso textos e caso haja um número porreiro de envios, eu vou escolher os melhores e vou publicar.
Ou se calhar nem vou ter nenhum porque vocês vão borrifar para a coisa, mas pronto, fica o desafio lançado.

O email é : asvezesnoceu@hotmail.com

Vamos lá a isso?

Até já.

Cheers :)
Andy

domingo, 5 de julho de 2015

Review | Oriflame


Há umas semanas atrás, fui a um pequeno workshop de auto-maquilhagem. Porque não? Na minha antiga escola de design floral. Sempre era uma oportunidade de rever a minha querida professora.

No final do mesmo, houve um pequeno sorteio e valha-me Deus... Ganhei...
Pela segunda vez, ganhei alguma coisa na vida!
Mas deixemos nos de parvoíce e vamos ao que importa.


 - Base Perfect Fusion.
Com SPF 25 e Hidrafix Complex.

O que promete:
Uma perfeição impecável e uma pele naturalmente bonita. Base de cor flexível e hidratante, funde-se, como se de uma segunda camada de pele se tratasse, fazendo com que a pele não tenha um aspeto pesado. Com o Complexo HydraFix para ajudar a manter a pele hidratada durante todo o dia. Cobertura média-alta, com um acabamento deslumbrante e com aspeto natural.

O que eu acho:
É uma base muito boa, embora este tom não seja, por agora, o mais indicado para mim, pois é demasiado claro.
A minha é o tom Ivory.
Com cobertura média, deixa a pele com aspecto bastante natural e nada pastoso, aguentando-se durante horas. (WOOHOOO)...

Pontuação: 4/5.





 - The One Power Shine Lip Gloss. Tom Iridescent Blush.

O que promete:
Brilho de lábios com um brilho supremo, acabamento cintilante, combinado com um aplicador ShineBoost, para um acabamento espelhado e uniforme, para lábios voluptuosos. Enriquecido com Complexo suavizante GlossKiss, para lábios mais suaves e brilhantes, e até 8 horas de hidratação.

O que eu acho:
Erm... bom, 8 horas de hidratação?... era bom que o gloss se aguentasse até lá... Sinceramente não achei nada de extraordinário, embora na mão e na embalagem pareça ter cor, na verdade é transparente com algumas particulas de brilho.
É bastante "sticky" por isso ou usas o gloss e mantens o cabelo preso ou tens uma carga de trabalhos.

Pontuação: 2/5


- The One Volume Blast Mascara.

O que promete:
A Máscara de Pestanas Volume, com uma escova que alcança cada pestana, uma fórmula cremosa e Sistema Bold Boost Wax, confere uma separação perfeita das pestanas, uma cobertura uniforme e 24X volume.

O que eu acho:
Que não faz o que promete.
Não noto nada de diferente, colocar esta e outra máscara de pestanas normal, para mim é a mesma coisa.
Em mim não resultou.

Pontuação: 2/5


- Oriflame Sun Zone Uv Protector Face And Exposed Areas.

O que promete:
Proteção elevada e eficaz para a pele sensível ao sol. Formulado com ativos hidratantes e suavizantes. Textura de rápida absorção. Resistente à água.

O que eu acho:
Estava a precisar de um produto como este e sinceramente gosto muito, excepto que quando o coloco na cara, fico com uma sensação de cremosidade como se o produto não tivesse sido totalmente absorvido.
É o único senão do mesmo.

Pontuação: 4/5.

E é isto da Oriflame, se precisarem de mais alguma informação de algum ou de outros produtos, estou á disposição.
(Não, não sou vendedora)

Cheers :)
Andy.

terça-feira, 30 de junho de 2015

Elune | A Vida Com Uma Loira Canina #34


Chega cada vez mais a hora de castrar a nossa Elune... Pela saúde dela, tem de ser feito.
Devo confessar egoisticamente, que me agonia esse facto.
Saber que daqui a muitos anos (se Deus quiser), quando a Elune nos deixar, não vou ter aqui perto de mim, uma réstia dela. Que um animal, um ser, tão especial como este, não vai ter descendência. Que não vou ver nos filhos dela, a luz desta Golden. É uma pena, mas também sei que não quero que os filhos dela, passem o que ela passou.
E também não sei se confiaria os filhos da Elune a qualquer pessoa, ia ser um tormento.
Por isso, tem de ser.
Por ela, por nós.

Andy.

WishList | A Minha Lista


As coisas que eu gostaria de fazer antes de morrer.

- Gostaria de dar voz a uma personagem de animação.
- Gostaria de dar voz a uma personagem num jogo.
- Gostaria de durante um tempo, fazer rádio novamente.
- Gostaria de fazer vídeos de videojogos.
- Gostava de tirar uma foto com toda a gente que admiro.
- Fazer uma parceria com t-shirts Gamer. Sou uma eterna adolescente, meu Deus.
- Visitar o Japão.
- Aprender uma nova língua. Quem sabe, o mandarim, tão em voga?
- Ter um filho.
- Fazer 25 anos de casada.
- Fazer 50 anos de casada.
- Voltar a ter um jipe.
- Ter um negócio meu.
- Gostaria que o blog crescesse.
- Voltar a montar a cavalo e perder o medo aos saltos de obstáculos.
- Ter um cavalo meu.
- Visitar locais históricos.
- Fazer algo por alguém.
- Manter me mais que um mês no ginásio.
- Montar um frísio.
- Ter uma divisão na casa apenas para a as minhas "tralhas". Umas águas-furtadas cheias de luz.
- Aprender a andar em salto alto sem parecer uma baleia desajeitada.
- Ter alguma noção de estilo.
- Comprar uma Naked da Urban Decay. (sou uma fútil.)

(lista ainda em aberto :) )

E quais são os itens das vossas listas? partilhem.

Cheers :)
Andy

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Música de hoje :)



Esta é para mim, hoje.

Cheers :)
Andy.

Gaming | The Last Of Us


Considerado por muitos, o melhor jogo de 2015, esta remasterização surpreende pela qualidade dos gráficos e cenários e pelo nível da inteligência artificial, quer das outras personagens, quer dos próprios inimigos.
Mais uma novidade, para mim, nos mundo dos videojogos é o facto do jogo ter a opção de ser jogado com legendas e áudio totalmente em português.
O jogo contém linguagem forte como "foda se" e "merda" pelo meio, entre outro calão.

Joel, um homem nos seus vinte e muitos, trinta anos, juntamente com a filha, Sarah, enfrentam um cenário apocalíptico, quando uma doença misteriosa provocada por um fungo, transforma os seres humanos em... bom... zombies.
Na confusão da fuga e pânico, Sarah, acaba morta por um tiro disferido por um militar.

O jogo, então, avança 20 anos para adiante, agora já num cenário pós-apocalíptico e desolador, muito á semelhança da famosa série "The Walking Dead".
Joel, ainda amargurado pela morte da filha, tornou-se uma espécie de contrabandista, fazendo entregas clandestinas, quando juntamente com a companheira de então, Tess, uma mulher com mais tomates que muitos homens, recebem uma entrega especial, uma jovem, de seu nome, Ellie, que deverá ser levada até uma facção rebelde, os Pirilampos, por motivos desconhecidos. E o jogo desenrola se a partir dali.

Com o custo emocional de perder pelo caminho personagens que se tornam importantes, inimigos que podem aparecer em cada esquina e zonas em que apenas se vê o circulo da nossa lanterna, o jogo é emotivo, assustador e envolvente, embora tendo como assunto de fundo um tema já rebuscado.

Exclusivo para a mais recente consola da marca Sony, é sem dúvida um jogo a não perder.

Cheers :)
Andy

terça-feira, 9 de junho de 2015

Wishlist | Modas


Eu devo ser das únicas pessoas no planeta que não tem umas confortáveis calças-de-andar-por-casa-mas-suficientemente-decentes-para-sair-de-casa.

Estão a ver aquelas calças em que não se sente uma gordurinha a querer saltar do sítio por as calças serem apertadas e ficar a parecer o boneco Michelin.
Só tenho calças de ganga justas ou calças clássicas....

Ahh o que eu não daria por umas assim... Confortáveis.....

Cheers :)
Andy

Coisas que me acontecem




Então hoje decidi fazer uma pequena surpresa ao B. Ele, sendo um Gin Lover, fui ao supermercado buscar a água tónica que ele adora, juntamente com uns botânicos para ele aromatizar o gin. (pareço uma entendida mas não poderia estar mais longe disso).

Posto isto, dirijo me então à secção das bebidas espirituosas para ir buscar a água tónica pimenta rosa que lhe é tão favorita e cara (raismaparta!!). E enquanto me abaixo, um pensamento trágico passa-me pela cabeça: "estou mesmo a ver a embalagem rebentar e uma destas garrafinhas estatelar se no chão".
Pego na embalagem, e.... PLOFT!!

... digam-me... o que é que vocês acham que tinha acabado de acontecer? Isso mesmo... Uma das garrafinhas tinha acabado de cair e feito um chavascal no chão e um barulho de tal forma alto que meio supermercado parou para ver.

Tolhida pela vergonha volto a pousar a embalagem e sou "socorrida" por um funcionário que me pergunta se estou magoada. "Além do orgulho, não".
Ele passa me outra embalagem, pegando por baixo e disse: "se calhar é melhor pegar por aqui e não pela pega".

Mas porquê? PORQUÊ? Porque raio tenho pressentimentos destes e não de "olha vou colocar esta cruzinha aqui, aqui e aqui e vai me sair o Euromilhões e TUFAS fico Euromilionária...  Nãããoooo, só disto....

Raios, raios....

Cheers :)
Andy

domingo, 7 de junho de 2015

Give #2


Para quem não sabe, o Banco Alimentar Contra a Fome esteve a fazer recolha de alimentos nos supermercados.

E por esse motivo quero contar-vos algo que já sabia mas que no Domingo tive a a confirmação.
O B. confessou que tinha saudades de comer frango no churrasco e por tal fui buscar um frango para lhe satisfazer o desejo. Pelo caminho lembrei me de comprar Coca-Cola para acompanhar e por isso fui ao Pingo Doce para a comprar.
À minha frente seguia uma senhora saída do seu BMW reluzente, último modelo.
Entrou no supermercado à minha frente e a jovem voluntária estendeu-lhe um saco com um enorme sorriso e perguntou se poderia contribuir. Foi agraciada com um não. Olhou para mim nas minhas calças de fato treino e t-shirt e hesitou em fazer me a mesma pergunta. Pedi-lhe o saco.
Levava comigo o pequeno porta-moedas que a minha mãe me deu, comprado em uma qualquer feira deste país. Contei os troquinhos que trazia. Sabia que trazia o suficiente para a Cola, mas não tinha a certeza se tinha para mais.
Contei os meus trocos e comprei duas embalagens de massa. 0.50€ cada uma.
A senhora endinheirada não deu nada. Nem um mísero pacote de massa.

Eu não sei qual o destino de toda aqueles géneros alimentícios, se chega ou não ás verdadeiras pessoas que deles necessitam, mas quero acreditar que sim. Não sabemos o dia da amanhã. Hoje precisam eles, amanhã (gesto de bater na madeira), posso precisar eu. E se tenho a sorte de ter mais um pouco que o meu próximo, porque não ajudar a melhorar a condição do mesmo? Mesmo que seja com um pacote de massa?

E tive a confirmação que aqueles que menos têm, por vezes são os mais ajudam e partilham.

Sejam generosos dentro das vossas possibilidades, vão ver que não dói nada.

Cheers :)
Andy.

Traumas ou manias


Não querendo ser uma gaja cheia de manias, mas sabendo que as tenho, com o passar da idade, venho tomando mais consciência delas.
Uma das manias ou traumas, como lhe queiram chamar, é que, para além de algumas mulheres (não perguntem porquê), ou dos homens da minha família, eu não gosto que me toquem.
Fico estranhamente constrangida e tensa. Acho que preservo demasiado a minha distancia higiénica em relação a certas pessoas.
Tenho sempre ideia que as pessoas têm outras intenções.
Enfim para mim.....
Serei assim tão estranha?

Cheers :)

terça-feira, 2 de junho de 2015

A Andy na radiofonia.


No Domingo enquanto caminhava ao lado do B. e lhe contei que um dia tinha feito rádio, ele ficou surpreendido por não saber desse facto sobre mim.
E pensei para mim mesma... Caramba, foi das poucas profissões que experimentei e que adorei, ainda que tenha sido apenas pelo período de umas ferias.

Uma vez uma amiga disse me que rádio não era profissão para mim, devido à minha timidez e à minha dislexia, por vezes presente demais.

Talvez seja esse motivo que adoro ouvir rádio e ouço durante 8 horas por dia e escolho sempre aquelas que posso ouvir mais os locutores a falar e a interagir com o publico.

Deixo vos aqui a minha lista de rádios durante o dia.
Entre as 9 e as 10 da manhã:
- Rádio Comercial - Não perco uma emissão da Mixórdia e do Homem que Mordeu o Cão.

Entre as 10 e as 12:
- TSF - ouço o fórum TSF.
- Caso o assunto do fórum não me interesse passo para a Rádio Placard, para os Implacáveis (embora por vezes eles falem muito por cima uns dos outros e torne difícil perceber o que cada um diz).

Entre as 12 e as 12:30:
- Volto á Comercial.

Entre as 13:30 e as 18:00
- Volto á Rádio Placard e passo a tarde com o Miguel Correia que agora ficou sozinho a fazer o primeiro programa da tarde (Miguel, se precisares de uma side-kick, pense cá na miúda, ihihihih... ah espera, a essa hora eu trabalho.... :( raios). (oh para mim a fazer o "choradinho", lol)

Mais um facto sobre mim que tenho a certeza que não sabiam.

Cheers :)
Andy


segunda-feira, 1 de junho de 2015

Elune | Como seriamos nós?


Ontem foi dia da Elune tomar a vacina contra as doenças infecciosas e quando cheguei a nossa de sempre, clínica veterinária, a Dra. Joana estava um pouco atrapalhada com três gatinhos bebés abandonados com apenas um mesinho de idade. Enquanto ela ia secando um a um para que não se constipassem, eu ofereci-me para segurar e aquecer os que já se encontravam sequinhos.
Com os dois gatinhos maravilhosamente lindos ao colo, lembrei me o porquê de ter tirado o curso de auxiliar veterinária. Era por aquela sensação que hoje não vos consigo descrever. O poder de dar um pouco de conforto àqueles pequenos seres que já tiveram um início de vida tão difícil. Aqueles pequenos olhos a olhar para mim...
Quem criou estes animais e pôs aquela pitada de "Je ne sais quoi" naqueles olhos, errou ao não fazer o mesmo aos seres humanos. Como seria o mundo se todos nós tivéssemos o coração de um animal como estes? Como seria eu se tivesse o coração da minha Elune?

Não abandonem os vossos animais, vocês não fazem ideia do quanto eles vos amam.
Cheers :)
Andy.

domingo, 31 de maio de 2015

A Primeira e Última.


Não vos sei certificar o dia, mas houve uma pergunta na página de uma amiga em que esta perguntou, qual os blogs que as suas seguidoras seguiam ou mais gostavam. Em nenhuma vez o meu blog ou página foi mencionada. Nem um única vez.
Confesso que isto me deixou triste. O facto de não ter conseguido chegar ao coração de nem sequer uma pessoa.
Para uma escritora ou uma "inventora" de palermices é um pouco desmotivante. Talvez não escreva com tanta frequência quanto deveria, mas deveria eu debitar posts uns atrás dos outros apenas porque sim? Fazer passatempos? E ter as pessoas cá apenas porque "dou"?
Não digo que desta água não beberei, mas penso que não farei passatempos por mim mesma. Por uma questão de justiça. Se me custar seguidores, que assim seja. Justiça, por quem arrebatar o prémio seja alguém que apenas colocou o "like" apenas por colocar. Que nunca me deu os bons dias quando eu dei a todos.
Um dia se eu der algo a alguém, será a alguém que comigo interagiu quando os outros 1900 se mantiveram calados e passaram a notificação do blog á frente. Mas não censuro essas pessoas. Afinal sou apenas mais uma no mar. Mas não quero ser mais uma igual ás outras.
Tenho pena que nunca me tenham mencionado, tenho de trabalhar mais para ser melhor... pessoa.
Talvez um dia me mencionem ou não. Foi a primeira vez que me senti mal por isso. E garanto também que será a última.

Cheers :)
Andy.

Música de hoje :)


Muito boa onda.
Cheers :)

sábado, 30 de maio de 2015

Música de hoje :)


Mais uma vez trago vos ests. Não sei porquê, mas esta música é como um iman para mim....
No carro ouço a vezes sem conta....
Bom Sábado.
Cheers:)
Andy

domingo, 24 de maio de 2015

A Opinião. Outra vez.


Tenho fama de dizer quase sempre o que penso, o que faz que muitas vezes seja mal interpretada. É um risco que tenho de tomar e estou em paz com isso. E hoje não é diferente.

Sobre os blogs, ou melhor, sobre o que eu considero, hoje, como páginas de publicidade. Os top blogs do nosso país. Sempre que vejo uma publicação é sobre marcas, marcas e mais marcas, viagens sobre marcas, eventos sobre marcas, lançamento de livros e por isso marcas... isso é ser blogger, ou apenas colaboradora de uma revista de publicidade?
E porque raio as pessoas consideram isto como sendo top bloggers? Acho que é a mesma coisa de perguntar quem é a Kim Kardashian e o que fez ela para ser tão famosa? Fez um video de sexo e é filha do falecido advogado de OJ Simpson, ah ok, então 'bora lá segui-la.

E há os blogs mais pequenos, que hoje em dia são milhares. Todos os dias nascem centenas.
A falar sobre o quê? Marcas.
A maioria de boca aberta até tráz à espera do produto que uma marca possa mandar. E depois tudo é bom, até uma poia de cão se for mandada por uma marca é bom.

E depois vem o estereótipo de Blogger... a menina-bem, sem problemas financeiros, sem problemas pessoais. "As pessoas gostam do positivismo" - está bem, eu também gosto, porra, mas nem todos os dias uma pessoa está peace and love e tudo lhe corre bem. E depois os seguidores ao ler aquilo pensam: a minha vida é uma verdadeira merda comparada com isto... não, não, não, minhas senhoras e senhores, isso é o que eles querem que vocês pensem. Que vocês precisam disto ou de aquilo que elas publicitam para serem felizes.

Vocês não precisam de merda nenhuma material para serem felizes. Só depende de vocês, e o vosso tempo é e sempre será precioso, por isso escolham bem que pretendem ler e gastar essa preciosidade. Valorizem se e não sigam a carneirada. É um conselho. O tempo perdido não volta atrás.
Nem este tempo em que estiveram a ler baboseiras como esta.
Lembrem se: vocês são únicos e especiais. E não mais um na multidão.

Best of love, 
Cheers :)
Andy

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Bullying and Bullies


Também eu vi o vídeo da agressão.
Não consegui vê lo todo na altura. Vi hoje nos telejornais como notícia de abertura.
Admito que me revoltou e que o sangue me ferveu.
Criou em mim o ímpeto de dar uma carga de lenha àqueles jovens.
Foi um sentimento que não gostei. Por momentos fiquei cega.
Espero que justiça se faça, mas não com violência. Violência não leva a lado nenhum e só gera ainda mais agressividade.
Nunca fui vitima de bullying, por isso não sei por que tipo de violência psicológica estes miúdos passam.

Os bullies devem ser sinalizados e ajudados a superar qualquer tipo de descompensação que poderão ter para subjugar pessoas mais fracas.

E as vitimas ajudadas, para que não tenham medo de viver e conviver. Nem todos as outras pessoas lhes querem mal.

Aguardam-se os próximos episódios.

Andy.


Humanidade, humildade....


Para quem segue a página e o Instagram cá do estaminé, sabe que eu adooorroooo livros, adoro, mesmo.
Tivera eu mais dinheiro e comprava muitos mais.
Vejam lá, este mês comprei dois e para o próximo mês já tenho mais dois para comprar.
Este mês foi sobre a Segunda Guerra Mundial, mas mais especificamente sobre o Holocausto.

Posso confessar que este é um dos assuntos sobre os quais mais me interessa ler. Não sei porquê, mas leio e vejo todos os documentário disponíveis sobre esta... tragédia, para dizer o menos....

Quando eu confessei ao B qual seria uma das viagens que eu queria fazer, ainda me lembro da cara de incredulidade dele. Disse lhe que queria ir à Polónia. A uma cidadezinha chamada Oświęcim
A Auschwitz.  Acho que o sangue lhe fugiu da cara.

Quando ele me perguntou porquê, nem eu soube lhe dizer o motivo. Curiosidade? Morbidez? 
Hoje em dia estou bem mais consciente do que aquele local representa.
Muitas vezes queixo me da vida, que tudo está mal, que nada corre bem.
Para mim aquela viagem iria representar a bofetada da humildade e a sorte que tenho em viver como vivo.
Diz, quem já lá foi, que se sente o peso do que se lá passou. E do quão mesquinhos são os nossos problemas perante um local como aquele.
Que quando nos encostamos à parede de fuzilamento quase conseguimos sentir o que aquelas desafortunadas pessoas sentiram.
Que não é para todos uma visita daquelas.
Talvez não seja, mas quero muito ir. Para que eu tenha uma lição de humildade, de humanidade também.

Digam-me, já alguém lá foi? Como foi? Contem-me, se puderem.

Cheers :)
Andy

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Música de hoje :)


Boa Segunda e boa semana.
Cheers :)

Nem tudo o que reluz....


Sabem, muita gente olha para as páginas de blogs e mesmo para os blogs e pensa: "uau" aquela pessoa deve ter uma vida extraordinária".
Hmmm nem sempre é assim.

A minha vida não é perfeita, nunca foi.
Eu nasci de uma relação conflituosa entre os meus pais, ambos viúvos.
Eu nunca me encaixei bem em nenhum lado.
Era a miúda pobre. Na escola, no círculo de amigos.
A minha primeira casa foi uma casa velhinha, as condições não eram as melhores, ás vezes chovia dentro de casa, mas a minha mãe, com mais ou menos recursos, nunca deixou que nada de essencial me faltasse. Nem a mim, nem aos meus três irmãos.
Na escola nunca fui a mais popular nem a mais bonita, fui rejeitada por outras meninas mais que uma vez, o que fez com que me tornasse introvertida. Os meus amigos eram os livros, a escrita. Aos 12 anos tinha escrito a minha primeira história. Sobre um unicórnio chamado Luciano. Nem sei porque raio me lembrei desse nome.
Tinha um pequeno livrinho onde escrevi essa e outras histórias.
Ficou perdido provavelmente nas coisas deixadas para trás quando mudamos de casa...
Escrevi poemas e canções na minha inocência de miúda sonhadora.
Tinha e tenho obsessão pela gramática e construção de textos. Se me não soasse bem, não escrevia, ou então escrevia e mudava tudo a seguir.

Li muitos livros, pois não tinha muitos amigos para passar o tempo. Brincava com os carrinhos dos meus irmãos ou então estava sentada no chão á beira de algum quando este andava a consertar uma das motas antes de ir para as corridas, ficava ali, apenas a observar e a aprender.

Tinha uma colecção invejável de Pequenos Póneis. Ah como ainda adoro aqueles bonecos. Também ficaram perdidos em algum lugar, ou a minha mãe ofereceu os a alguma miúda quando eu cresci.

Tive o meu coração partido três vezes. E... foi uma das melhores coisas que me poderia ter acontecido.
Passei por uma depressão grave, mas sobrevivi e hoje tento sempre lutar contra ela quando ela espreita.
Cometi erros no passado. Contraí dívidas e paguei por elas, Até ao ultimo centavo.
Até dívidas que não eram minhas.
Hoje não vivo de cêntimos contados, mas não vivo à larga. É o suficiente para passar o mês, sem grandes gastos.

Por isso, na próxima vez que estiverem a ver fotos maravilhosas no Instagram ou num blog ou no Facebook e pensarem: "A minha vida é uma merda comparada com esta malta", pensem: Nem sempre as coisas são o que parecem.

Não se comparem a ninguém, vocês são únicos e especiais, por isso tracem o vosso próprio caminho.

Best of love,
Cheers :)

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Música de hoje :)


Because he's MY best friend.
Às vezes colidimos um com o outro e desfiamos-nos.
Amuamos, picamos um ao outro.
Não damos o braço a torcer.
Mas, amamos-nos profundamente. E estamos sempre um para o outro. Mesmo que um tenha magoado o outro.

Cheers :)

A Lista.


Há já uns tempos para cá que se houve falar numa suposta lista de pedófilos.
Então pelo que percebi, será uma lista exclusiva das autoridades, que não será do conhecimento público e, tendo os pais ou encarregados de educação um receio plausível, poderão questionar as autoridades sobre a existência de algum agressor sexual na sua zona de residência ou na zona escolar do seu educando... As autoridades, por sua vez, sem revelar nomes, poderão responder sim, existe 2, 3, 4 ou mais pedófilos, ou que não, não existe registo de algum.
Ora vamos la ver...
Para que não haja dúvidas. A pedofilia, para mim é um dos crimes mais abomináveis que um ser humano pode cometer. Principalmente, na minha opinião, quando cometido contra crianças de tenra idade, então nesse caso ferve me as entranhas.
A lista até poderá tentar manter os agressores na "linha" mas também poderá ter problemas de nascença.

1. O risco de fuga do secretismo dos nomes da lista:
O que me preocupa não é o direito de sigilo dos pedófilos. Não. É a quantidade de nomes iguais existentes neste país, o que poderá causar problemas a inocentes.

2. O medo. Obviamente que, em qualquer caso, prevenir é sempre melhor que remediar. Mas existirá o reverso da moeda. O medo de tocar numa criança da forma mais inocente de carinho que poderá ser confundida com algo mais perverso na mente de quem vê.

3. E esta é a parte mais polémica. A perversidade na mente de certos adolescentes.
Quando em Inglaterra se tomou o assunto da pedofilia mais a serio, foram detectados estes e outros problemas, entre eles, um  jovem que, falsamente, acusou a própria mãe, uma professora universitária, de abuso sexual. A pobre senhora acabou por se suicidar, pois mesmo que tenha sido falso, do estigma já não se livrou. E a educadora de infância que prendia os meninos na cadeira na hora do almoço, porque tinha receio de lhes tocar.

Esta lista cria me um misto de sentimentos contraditórios. Uma parte de mim apoia a incondicionalmente e pensa: que se lixem os direitos de um pedófilo. Que direitos poderão ter "pessoas" que roubaram o direito de uma criança a ser, o que deveria ser, uma criança! E ter uma infância feliz e plena, sem traumas?
Outra parte preocupa se com a imperfeição da mesma.

Não deveríamos antes apostar mais em penalizar de formas mais duras? Como, quando provado o acto, penas mais pesadas sem recuso a fiança ou até mesmo recorrer à castração química? Pode parecer extremo para muita gente, mas o crime que estas pessoas cometeram, também não é?

E vocês, têm alguma opinião em relação a isto?

Cheers :)

segunda-feira, 27 de abril de 2015

A Coragem.


Sou da opinião que, se só temos uma vida para viver, devemos a viver da melhor forma que pudermos.
A entrevista que Bruce Jenner (ex padrasto das famosas Kardashian), deu a Diane Sawyer, recolheu aplausos e criticas ao mesmo.
Eu louvo o facto de ele ter sido, finalmente, honesto. Principalmente consigo. Demorou a fazê lo, mas assumiu se.
Eu acordo todos os dias a sentir-me uma mulher e não quero imaginar a angústia que será viver num corpo e ter uma imagem no espelho que não reconhecesse como minha.
A vida é demasiado curta para fingirmos ser o que não somos.
Admiro a coragem que teve, mesmo sendo uma figura que está exposta a todos ângulos do publico. E todos nós sabemos o quão vil pode ser o ser humano, quando quer.
Cheers :)

Nós e a liberdade.


O dia da liberdade merece ser o dia mais importante do calendário dos feriados.
Temos o privilégio de ter na nossa vida uma das maiores preciosidades: a liberdade.
Quantas pessoas no mundo podem dizer o mesmo?
Aquilo que me permite, hoje, escrever este texto que vocês lêem.
Que vos dá liberdade para poderem assistir ao vosso programa preferido na tv, ao livre acesso de conteúdos na internet.
Quantas mulheres no mundo não dariam tudo para ter a liberdade que nós temos?  Para conduzir um carro? Para votar? Para falar livremente? Para vestir aquele vestido atraente e ir atrás daquele borracho giro?
Hoje em dia, tomamos este direito como certo e pouca significância consciente damos ao mesmo. Afinal, a maioria de nós, aqueles ou aquelas que hoje me lêem,  nasceram na liberdade.
Sejamos gratos pelo presente que os nossos pais lutaram para nos dar.
Viva a liberdade e tudo o que ela representa... mas lembrem-se: a nossa liberdade acaba quando interferimos com a liberdade do próximo.

Cheers :)

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Música de hoje :)


Sei que já postei esta, mas sei que preciso desta hoje.

Uma boa Sexta-feira.

Cheers :)

O meu Suzuki.



Já não é a primeira vez que relato que tenho um certo apego ao meu carro.
O meu pequeno, fofinho, lindo, velhote, branquinho, bolinhas, Suzuki Vitara.
Foi daquelas coisas de amor á primeira vez, sabem? Desde a primeira vez que o vi ali estacionado em cima de um passeio, apaixonei-me e sabia que aquela coisa maravilhosa ia ser o meu primeiro carro.
Contra a vontade do meu pai, que queria que eu comprasse um Fiat Punto, adquiri o pequeno jipe.
6 anos de pagamentos, muita vezes em que fiquei numa situação difícil, mas nunca o deixei de pagar, não queria que me o tirassem.
Os meu amigos conhecem-me pelo carro, a porteira da minha empresa conhece-me por ele.
Eu sou a gaja do Vitara.
Hoje, 14 anos depois desse dia, ainda sinto mesmo. Mas também sei que chegou o tempo de nos separar e que o novo membro automóvel está a chegar à família.
Não sei sinceramente como vai ser, quando eu o vir afastar-se com um outro alguém, sinto que me vai partir o coração.
Passei tanto com aquele carro... Fui feliz e extremamente infeliz, chorei muitas vezes ao seu volante quando a vida me pregava partidas.
Chorei muitos euros quando tinha alguma reparação para fazer, pneus para trocar e muitas, mas mesmo muitas peripécias nos dias em que tive com ele.
Sabem, no dia do meu casamento eu tinha uma vontade, que era eu mesma chegar à igreja ao volante daquele carro. Não me deixaram...
Sei que vou troca-lo por outro que não vai ser realmente meu. O meu carro de todos os dias.
Hoje vai ser o dia em que vou mima-lo, se calhar pela ultima vez.
Deixa-lo reluzente para que outra pessoa se apaixone por ele...

Sei que muitas pessoas que vão ler isto, e vão achar ridícula, mas não faz mal. Mais vale chorar agora do que no momento em que tiver de me separar dele.
Não espero que compreendam, mas que respeitem.

Best of Love.
Cheers :)

Elune | A Vida Com Uma Loira Canina #33


A nossa sala cá em casa até tem uma área até generosa, o suficiente para ter tudo o que é suposto na mesma. Eu e o B fazemos todas as nossas refeições na sala e quando estamos sentados à mesa fica uma largura generosa entre as nossas cadeiras e a parede.

Já mencionei várias vezes os medos da Elune.
Basta uma saquinha no chão para a impedir de passar para lá da mesma. Só uma misera saca e chega. Pode ser vazia e amarrotada no chão. É suficiente... mas como estava a relatar, sobra um espaço generoso entre a cadeira e a parede. A Elune quer sempre passar para perto do local onde estamos a fazer as nossas refeições e não é capaz de passar entre a minha cadeira e a parede a não ser que haja espaço para passar ela e um camião TIR também.
Muitas vezes estou distraída a comer ou a conversar e sinto um nariz "cutucar-me" na perna... Sim, a mini-Golden bate me com o nariz para que eu quase me meta debaixo da mesa para a deixar passar para o outro lado. Sempre. Ao B, não o faz, tanto que ela já nem vai para o lado dele que seria o lado mais lógico para passar. Não, tem de vir sempre ter com a desgraçada da gaja que está a tentar comer.
Depois senta se ao lado da mesa e espeta a batata preta que tem no fim do focinho no ar, à espera que caia alguma coisa, ou então deita-se por baixo da mesa impedindo me de esticar as pernas....

E é isto...

Best of Love,
Cheers :)

ExpoCosmética 2015


Este ano também vou como blogger.
Sabem, podia estar a aqui a relatar-vos do que vai acontecer e mimimi, mas na verdade há dezenas, senão centenas de outras bloggers a dizer o mesmo....
Mas querem saber a verdade? Além do programa que me enviaram, eu não sei porra nenhuma do que vai acontecer....
É a primeira vez que isto me acontece. Eu sou uma blogger bicho-do-mato-que-ninguém-reparou-que-existe e além do mais devemos ser tantas que até se devem confundir umas às outras.
No ano passado fui como uma visitante como qualquer outra e sem pressões vi tudo o que queria.
Este ano não sei como vai ser.
Sei que há pelo menos uma Blogger que me vai ajustar os passos nesta nova experiência. E com ela tenho aprendido muito.
Admito que tenho altas expectativas para o meu primeiro evento. Espero que não me saiam frustradas.
Anyway, se por um acaso, passarem por lá e virem uma gaja de cabelo vermelho, com ar de que não sabe o que está a fazer, sou eu. Aproximem-se, apresentem-se e confortem-me. hihihih

Para informações basta consultarem o site da ExpoCosmética, aqui.


domingo, 29 de março de 2015

sábado, 28 de março de 2015

Música de hoje :)


Bom sábado  :) Não façam muito levantamento do copo, sim?

------------------------------------------------------------------------------------

Happy Saturday. Don't get too drunk, k? :)

Best of love,
Cheers :)


sexta-feira, 27 de março de 2015

Música de hoje :)


Sexiest video ever!

Boa sexta-feira. Lá vem o fim-de-semana.

---------------------------------------------------------------------

Happy Friday! Here comes the weekend.

Best of love,
Cheers :)

quinta-feira, 26 de março de 2015

Música de hoje :)


Ah boas memórias para esta quinta-feira....

----------------------------------------------------------------------------------------------

Oh such happy memories on this Thursday.

Best of love,
Cheers :)

quarta-feira, 25 de março de 2015

Música de hoje :)


Boa Quarta.

------------------------------------------------------------------------------------------

Happy Wednesday :)

Best of love,
Cheers :)

terça-feira, 24 de março de 2015

Música de hoje :)


Cá começa a semana dos anos 80 e 90.
Boa terça.

----------------------------------------------------------------------------------------

And so it begins ou week dedicated to music of the 80's and 90's
Happy Tuesday.

Best of Love,
Cheers :)

Cinema | Interstellar

Hoje o filme da semana foi um filme muito falado na altura em que saiu.

É filme para dar nó ao sistema. A sério, viras a cara por 2 minutos e... porra, já perdeste o fio á meada.

Por isso, muita atenção, balde de pipocas no colo e acção!

Best of love,
Cheers :)


quinta-feira, 19 de março de 2015

Review | Clarins, Benefit, The Balm

Ora bem, o que é vos trago hoje? Hmmm?

Ora, nada mais, nada menos que reviews de... Produtos... é verdade...

E como tenho imeeennnsssaa preguiça de fazer reviews de produtos um a um... juntei três do que mais uso e cá vai disto que se faz tarde....
Por isso, fiquem por aí e leiam, ou então cliquem ali no quadradinho vermelho no canto superior direito e resolve se a coisa...

Clarins:

Eclat Minute Base Illuminatrice de Teint.
(Coisa fina, portanto).

Esta base foi me cedida por uma amiga para eu experimentar e ser proprietária, claro está, de um produto da Clarins.
Este produto foi quase um experimento de tentativas e erros.
Claramente a cor que tenho cá em casa, a cor "Peach" não é a mais indicada para mim... o tom é mais escuro que a minha pele.
Então, se aplicasse demais, embora ficasse com uma cor bonita, notava se que não era natural... se fosse avarenta, o efeito não era visível .
Então, comecei a colocar camadas finas e o resultado foi muito bom. Ilumina a pele e esconde as imperfeições de forma bastante aceitável.
Obviamente que teria resultados muito mais visíveis se o tom fosse o adequado.
É uma base leve para se usar no dia-a-dia quando no tom certo.
Pelo que vi e usei, gosto.
Existe em três tons: Rose (o tom mais claro, adequa-se á maioria dos tons de pele.), Champagne (tom médio que serve também para camuflar rosáceas) e o Peach (para peles mais bronzeadas)

Swatches


Benefit.

They're Real Push Up Liner.
(Este sacana custa os olhos da cara, gente!)

Eu sempre quis experimentar este produto, a sério. Também me foi cedido pela mesma amiga, nem me queria acreditar que ela me tinha dado o eyeliner que eu queria experimentar, isto é que foi sorte, hein?
Mas a verdade é que mantenho uma relação de amor/ódio com ele... pronto, admito. Tenho!
Adorei o aplicador... Quem o vê com a tampinha, diz que é mais uma caneta eyeliner... Não é.
O aplicador é em borracha e o produto que sai da pontinha é mais ou menos da mesma consistência dos gel eyeliners.
A primeira vez que o coloquei... beeemmmmm! Fui aos píncaros! Que perfeição! Fui toda vaidosa e airosa ao meu compromisso e quando voltei e me olhei ao espelho, lá estava ele, ainda perfeito nos meus olhos.
Na segunda vez, a coisa já não foi bem assim....
Então de manhã, antes de ir para o trabalho, faço a maquilhagem ao qual juntei este eyeliner.
Perfeito. Lindo.
Ao meio dia, já só o tinha num olho. Ai que lindo... que bom aspecto. Parecia que tinha acordado de manhã e só maquilhei um olho, feita idiota....

Apetecia me atirar com aquela porra contra uma parede, mas pensei em dar lhe outra hipótese.
E dei, mas APENAS em ocasiões em que o uso não seria muito prolongado. E o gajo lá se aguenta e nessas ocasiões adoro-o de paixão...
Se eu pagava 25€ por ele... erm... talvez não.

Ponta em borracha que eu adoro.
Consistência


The Balm.

The Mary-Lou-Manizer.

Numa palavra: adoro.
Depois de aplicado nos sítios certos, a gente até parece uma central eléctrica tal é a luminosidade.
Agora a sério. Vem numa embalagem muito generosa e como não é preciso muita quantidade para um efeito muito, mas muito bonito, é um produto que dá para muitas e felizes utilizações. Tem um preço muito equilibrado para o produto que é.
Estou mortinha para ter também os produtos "irmãs" deste. O Cindy-Lou-Manizer de tom mais rosa e o Betty-Lou-Manizer de tom mais bronze. Que sonho.


Swatch do Mary-Lou-Manizer

E por hoje é tudo.

Best of love,
Cheers :)

Mais Novidades?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...