Páginas

terça-feira, 30 de junho de 2015

Elune | A Vida Com Uma Loira Canina #34


Chega cada vez mais a hora de castrar a nossa Elune... Pela saúde dela, tem de ser feito.
Devo confessar egoisticamente, que me agonia esse facto.
Saber que daqui a muitos anos (se Deus quiser), quando a Elune nos deixar, não vou ter aqui perto de mim, uma réstia dela. Que um animal, um ser, tão especial como este, não vai ter descendência. Que não vou ver nos filhos dela, a luz desta Golden. É uma pena, mas também sei que não quero que os filhos dela, passem o que ela passou.
E também não sei se confiaria os filhos da Elune a qualquer pessoa, ia ser um tormento.
Por isso, tem de ser.
Por ela, por nós.

Andy.

WishList | A Minha Lista


As coisas que eu gostaria de fazer antes de morrer.

- Gostaria de dar voz a uma personagem de animação.
- Gostaria de dar voz a uma personagem num jogo.
- Gostaria de durante um tempo, fazer rádio novamente.
- Gostaria de fazer vídeos de videojogos.
- Gostava de tirar uma foto com toda a gente que admiro.
- Fazer uma parceria com t-shirts Gamer. Sou uma eterna adolescente, meu Deus.
- Visitar o Japão.
- Aprender uma nova língua. Quem sabe, o mandarim, tão em voga?
- Ter um filho.
- Fazer 25 anos de casada.
- Fazer 50 anos de casada.
- Voltar a ter um jipe.
- Ter um negócio meu.
- Gostaria que o blog crescesse.
- Voltar a montar a cavalo e perder o medo aos saltos de obstáculos.
- Ter um cavalo meu.
- Visitar locais históricos.
- Fazer algo por alguém.
- Manter me mais que um mês no ginásio.
- Montar um frísio.
- Ter uma divisão na casa apenas para a as minhas "tralhas". Umas águas-furtadas cheias de luz.
- Aprender a andar em salto alto sem parecer uma baleia desajeitada.
- Ter alguma noção de estilo.
- Comprar uma Naked da Urban Decay. (sou uma fútil.)

(lista ainda em aberto :) )

E quais são os itens das vossas listas? partilhem.

Cheers :)
Andy

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Música de hoje :)



Esta é para mim, hoje.

Cheers :)
Andy.

Gaming | The Last Of Us


Considerado por muitos, o melhor jogo de 2015, esta remasterização surpreende pela qualidade dos gráficos e cenários e pelo nível da inteligência artificial, quer das outras personagens, quer dos próprios inimigos.
Mais uma novidade, para mim, nos mundo dos videojogos é o facto do jogo ter a opção de ser jogado com legendas e áudio totalmente em português.
O jogo contém linguagem forte como "foda se" e "merda" pelo meio, entre outro calão.

Joel, um homem nos seus vinte e muitos, trinta anos, juntamente com a filha, Sarah, enfrentam um cenário apocalíptico, quando uma doença misteriosa provocada por um fungo, transforma os seres humanos em... bom... zombies.
Na confusão da fuga e pânico, Sarah, acaba morta por um tiro disferido por um militar.

O jogo, então, avança 20 anos para adiante, agora já num cenário pós-apocalíptico e desolador, muito á semelhança da famosa série "The Walking Dead".
Joel, ainda amargurado pela morte da filha, tornou-se uma espécie de contrabandista, fazendo entregas clandestinas, quando juntamente com a companheira de então, Tess, uma mulher com mais tomates que muitos homens, recebem uma entrega especial, uma jovem, de seu nome, Ellie, que deverá ser levada até uma facção rebelde, os Pirilampos, por motivos desconhecidos. E o jogo desenrola se a partir dali.

Com o custo emocional de perder pelo caminho personagens que se tornam importantes, inimigos que podem aparecer em cada esquina e zonas em que apenas se vê o circulo da nossa lanterna, o jogo é emotivo, assustador e envolvente, embora tendo como assunto de fundo um tema já rebuscado.

Exclusivo para a mais recente consola da marca Sony, é sem dúvida um jogo a não perder.

Cheers :)
Andy

terça-feira, 9 de junho de 2015

Wishlist | Modas


Eu devo ser das únicas pessoas no planeta que não tem umas confortáveis calças-de-andar-por-casa-mas-suficientemente-decentes-para-sair-de-casa.

Estão a ver aquelas calças em que não se sente uma gordurinha a querer saltar do sítio por as calças serem apertadas e ficar a parecer o boneco Michelin.
Só tenho calças de ganga justas ou calças clássicas....

Ahh o que eu não daria por umas assim... Confortáveis.....

Cheers :)
Andy

Coisas que me acontecem




Então hoje decidi fazer uma pequena surpresa ao B. Ele, sendo um Gin Lover, fui ao supermercado buscar a água tónica que ele adora, juntamente com uns botânicos para ele aromatizar o gin. (pareço uma entendida mas não poderia estar mais longe disso).

Posto isto, dirijo me então à secção das bebidas espirituosas para ir buscar a água tónica pimenta rosa que lhe é tão favorita e cara (raismaparta!!). E enquanto me abaixo, um pensamento trágico passa-me pela cabeça: "estou mesmo a ver a embalagem rebentar e uma destas garrafinhas estatelar se no chão".
Pego na embalagem, e.... PLOFT!!

... digam-me... o que é que vocês acham que tinha acabado de acontecer? Isso mesmo... Uma das garrafinhas tinha acabado de cair e feito um chavascal no chão e um barulho de tal forma alto que meio supermercado parou para ver.

Tolhida pela vergonha volto a pousar a embalagem e sou "socorrida" por um funcionário que me pergunta se estou magoada. "Além do orgulho, não".
Ele passa me outra embalagem, pegando por baixo e disse: "se calhar é melhor pegar por aqui e não pela pega".

Mas porquê? PORQUÊ? Porque raio tenho pressentimentos destes e não de "olha vou colocar esta cruzinha aqui, aqui e aqui e vai me sair o Euromilhões e TUFAS fico Euromilionária...  Nãããoooo, só disto....

Raios, raios....

Cheers :)
Andy

domingo, 7 de junho de 2015

Give #2


Para quem não sabe, o Banco Alimentar Contra a Fome esteve a fazer recolha de alimentos nos supermercados.

E por esse motivo quero contar-vos algo que já sabia mas que no Domingo tive a a confirmação.
O B. confessou que tinha saudades de comer frango no churrasco e por tal fui buscar um frango para lhe satisfazer o desejo. Pelo caminho lembrei me de comprar Coca-Cola para acompanhar e por isso fui ao Pingo Doce para a comprar.
À minha frente seguia uma senhora saída do seu BMW reluzente, último modelo.
Entrou no supermercado à minha frente e a jovem voluntária estendeu-lhe um saco com um enorme sorriso e perguntou se poderia contribuir. Foi agraciada com um não. Olhou para mim nas minhas calças de fato treino e t-shirt e hesitou em fazer me a mesma pergunta. Pedi-lhe o saco.
Levava comigo o pequeno porta-moedas que a minha mãe me deu, comprado em uma qualquer feira deste país. Contei os troquinhos que trazia. Sabia que trazia o suficiente para a Cola, mas não tinha a certeza se tinha para mais.
Contei os meus trocos e comprei duas embalagens de massa. 0.50€ cada uma.
A senhora endinheirada não deu nada. Nem um mísero pacote de massa.

Eu não sei qual o destino de toda aqueles géneros alimentícios, se chega ou não ás verdadeiras pessoas que deles necessitam, mas quero acreditar que sim. Não sabemos o dia da amanhã. Hoje precisam eles, amanhã (gesto de bater na madeira), posso precisar eu. E se tenho a sorte de ter mais um pouco que o meu próximo, porque não ajudar a melhorar a condição do mesmo? Mesmo que seja com um pacote de massa?

E tive a confirmação que aqueles que menos têm, por vezes são os mais ajudam e partilham.

Sejam generosos dentro das vossas possibilidades, vão ver que não dói nada.

Cheers :)
Andy.

Traumas ou manias


Não querendo ser uma gaja cheia de manias, mas sabendo que as tenho, com o passar da idade, venho tomando mais consciência delas.
Uma das manias ou traumas, como lhe queiram chamar, é que, para além de algumas mulheres (não perguntem porquê), ou dos homens da minha família, eu não gosto que me toquem.
Fico estranhamente constrangida e tensa. Acho que preservo demasiado a minha distancia higiénica em relação a certas pessoas.
Tenho sempre ideia que as pessoas têm outras intenções.
Enfim para mim.....
Serei assim tão estranha?

Cheers :)

terça-feira, 2 de junho de 2015

A Andy na radiofonia.


No Domingo enquanto caminhava ao lado do B. e lhe contei que um dia tinha feito rádio, ele ficou surpreendido por não saber desse facto sobre mim.
E pensei para mim mesma... Caramba, foi das poucas profissões que experimentei e que adorei, ainda que tenha sido apenas pelo período de umas ferias.

Uma vez uma amiga disse me que rádio não era profissão para mim, devido à minha timidez e à minha dislexia, por vezes presente demais.

Talvez seja esse motivo que adoro ouvir rádio e ouço durante 8 horas por dia e escolho sempre aquelas que posso ouvir mais os locutores a falar e a interagir com o publico.

Deixo vos aqui a minha lista de rádios durante o dia.
Entre as 9 e as 10 da manhã:
- Rádio Comercial - Não perco uma emissão da Mixórdia e do Homem que Mordeu o Cão.

Entre as 10 e as 12:
- TSF - ouço o fórum TSF.
- Caso o assunto do fórum não me interesse passo para a Rádio Placard, para os Implacáveis (embora por vezes eles falem muito por cima uns dos outros e torne difícil perceber o que cada um diz).

Entre as 12 e as 12:30:
- Volto á Comercial.

Entre as 13:30 e as 18:00
- Volto á Rádio Placard e passo a tarde com o Miguel Correia que agora ficou sozinho a fazer o primeiro programa da tarde (Miguel, se precisares de uma side-kick, pense cá na miúda, ihihihih... ah espera, a essa hora eu trabalho.... :( raios). (oh para mim a fazer o "choradinho", lol)

Mais um facto sobre mim que tenho a certeza que não sabiam.

Cheers :)
Andy


segunda-feira, 1 de junho de 2015

Elune | Como seriamos nós?


Ontem foi dia da Elune tomar a vacina contra as doenças infecciosas e quando cheguei a nossa de sempre, clínica veterinária, a Dra. Joana estava um pouco atrapalhada com três gatinhos bebés abandonados com apenas um mesinho de idade. Enquanto ela ia secando um a um para que não se constipassem, eu ofereci-me para segurar e aquecer os que já se encontravam sequinhos.
Com os dois gatinhos maravilhosamente lindos ao colo, lembrei me o porquê de ter tirado o curso de auxiliar veterinária. Era por aquela sensação que hoje não vos consigo descrever. O poder de dar um pouco de conforto àqueles pequenos seres que já tiveram um início de vida tão difícil. Aqueles pequenos olhos a olhar para mim...
Quem criou estes animais e pôs aquela pitada de "Je ne sais quoi" naqueles olhos, errou ao não fazer o mesmo aos seres humanos. Como seria o mundo se todos nós tivéssemos o coração de um animal como estes? Como seria eu se tivesse o coração da minha Elune?

Não abandonem os vossos animais, vocês não fazem ideia do quanto eles vos amam.
Cheers :)
Andy.

Mais Novidades?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...