Páginas

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Brightest Feathers


Quando tenho a sorte de não chorar durante muito tempo, a primeira lágrima custa sempre a sair, a segunda sai mais facilmente e quando dou por mim, saem todas em catadupa como se tivessem toda a pressa do mundo para escorrer pelo meu rosto, apenas para esvaziar o cheio da alma, toda a mágoa, toda a saudade, todo o sentimento até não restar nada mais que o suficiente para viver, quando sei que tenho de libertar algo, algo demasiado brilhante para prender dentro de mim. Alguns pássaros não devem ser enjaulados, têm as penas demasiado brilhantes. Então abri mão e deixei-te voar.
Cheers :)

Sem comentários:

Enviar um comentário

express yourself! :)

Mais Novidades?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...