Páginas

terça-feira, 10 de março de 2015

Simba, o pioneiro.


Quando a história do Simba me chegou ás mãos, confesso que tive alguma relutância em abrir a noticia. Sabia que me ia mexer com o coração e com a alma. E não me enganei.

A história do Simba assemelha se em muitos aspectos à nossa, à da nossa pequena família.

Chorei enquanto lia as palavras emocionadas do pai do Simba, revoltado por ter perdido o seu melhor amigo, membro da sua família por um acto tão cruel.

Pus me no lugar da dona ao ver o seu menino a morrer lhe nos braços e penso no amor e na lealdade daquele animal, que mesmo com o peso da morte já sobre o seu corpo, corre ao chamado da dona, para poder dar o ultimo suspiro no seu abraço.
Naquele momento olhei para a minha Elune, a dormir na cama, enrolada e segura. E comecei a pensar que um dia a iria perder também. E é um peso absurdo dentro do peito, a ideia da perda.

Há quem diga: "caramba, é só um cão". Não poderiam estar mais enganados. É família, Não sei se é este o amor que se sente por um filho, pois ainda não tenho nenhum, mas com certeza que deve ser muito próximo.

Aos pais do Simba, o nosso apoio, os nossos pensamentos estão com vocês.
Espero que a justiça também, para que a morte do Simba não tenha sido em vão.

Best of love,
Cheers.

1 comentário:

  1. Entendo. Tive o Pimentinha. Nunca mais quis nenhum. Long story. Um dia conto te. Para a semana desemerda-te. Vou aí para a semana quero estar ctg. Ja fazes parte de mim.

    ResponderEliminar

express yourself! :)

Mais Novidades?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...