Páginas

sexta-feira, 1 de maio de 2015

A Lista.


Há já uns tempos para cá que se houve falar numa suposta lista de pedófilos.
Então pelo que percebi, será uma lista exclusiva das autoridades, que não será do conhecimento público e, tendo os pais ou encarregados de educação um receio plausível, poderão questionar as autoridades sobre a existência de algum agressor sexual na sua zona de residência ou na zona escolar do seu educando... As autoridades, por sua vez, sem revelar nomes, poderão responder sim, existe 2, 3, 4 ou mais pedófilos, ou que não, não existe registo de algum.
Ora vamos la ver...
Para que não haja dúvidas. A pedofilia, para mim é um dos crimes mais abomináveis que um ser humano pode cometer. Principalmente, na minha opinião, quando cometido contra crianças de tenra idade, então nesse caso ferve me as entranhas.
A lista até poderá tentar manter os agressores na "linha" mas também poderá ter problemas de nascença.

1. O risco de fuga do secretismo dos nomes da lista:
O que me preocupa não é o direito de sigilo dos pedófilos. Não. É a quantidade de nomes iguais existentes neste país, o que poderá causar problemas a inocentes.

2. O medo. Obviamente que, em qualquer caso, prevenir é sempre melhor que remediar. Mas existirá o reverso da moeda. O medo de tocar numa criança da forma mais inocente de carinho que poderá ser confundida com algo mais perverso na mente de quem vê.

3. E esta é a parte mais polémica. A perversidade na mente de certos adolescentes.
Quando em Inglaterra se tomou o assunto da pedofilia mais a serio, foram detectados estes e outros problemas, entre eles, um  jovem que, falsamente, acusou a própria mãe, uma professora universitária, de abuso sexual. A pobre senhora acabou por se suicidar, pois mesmo que tenha sido falso, do estigma já não se livrou. E a educadora de infância que prendia os meninos na cadeira na hora do almoço, porque tinha receio de lhes tocar.

Esta lista cria me um misto de sentimentos contraditórios. Uma parte de mim apoia a incondicionalmente e pensa: que se lixem os direitos de um pedófilo. Que direitos poderão ter "pessoas" que roubaram o direito de uma criança a ser, o que deveria ser, uma criança! E ter uma infância feliz e plena, sem traumas?
Outra parte preocupa se com a imperfeição da mesma.

Não deveríamos antes apostar mais em penalizar de formas mais duras? Como, quando provado o acto, penas mais pesadas sem recuso a fiança ou até mesmo recorrer à castração química? Pode parecer extremo para muita gente, mas o crime que estas pessoas cometeram, também não é?

E vocês, têm alguma opinião em relação a isto?

Cheers :)

4 comentários:

  1. acreditas que nem tenho palavras para isto??? :-(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostava de não ter também, minha querida. A minha consciência não me deixa estar calada.
      Beijinhos.
      Andy

      Eliminar
  2. Isto se escapar a publico (se é que esta lista existe) vai correr muito mal mesmo!! Pena não, dinheiro de contribuintes a ser mal gasto, era logo a morte (seres humanos não fazem isto), eles vão presos, saem antes dos anos a que foram condenados, por bom comportamento. Ora claro o motivo pelo qual foram presos não se encontra dentro de prisões. Quando fosse provado mas mesmo provado que fosse culpado era morte, menos um pa fazer mal as crianças! Mas pronto hoje em dia com tanta temática e show da parte dos media as pessoas têm medo de tudo e mais alguma coisa, é 8 ou 80!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje existe muita politica de virgens ofendidas. "Fazem barbaridades, mas são seres humanos"- dizem os legisladores.
      Era morte ou castração e não me estou a referir á versão química desta vez.

      Eliminar

express yourself! :)

Mais Novidades?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...